sexta-feira, agosto 31, 2007

despertar


dormia feito criança...

no sorriso tinha flores de todas cores
nos olhos a luz de todos os sois
no hálito aromas de todas as rosas
em cada ir
em cada vir
um mundo a se criar
expansão e contração
tecendo o devir


como a pena que flutua em queda livre
assim era seu movimento
como o rio que segue o fluxo
assim era seu ritmo

leve e despreocupado
voando sobre as ondas do silêncio
quebrado apenas
pelo som de seu respiro

imerso em sua imensidão
absorto em seu delírio
sonhava-se vácuo

e quando nada mais era
a não ser a pureza do vazio
tudo vibrou...

...assim o universo despertou
do sonho antigo de nada ser...

(...e como criança, quando acorda de sonho bom inacabado,
ficou um pouco mal humorado,
e foram estrelas pra todos os lados... )

15 Comments:

Anonymous Anônimo said...

e foram estrelas pra todos os lados...

Perfeito despertar!

10:16 PM  
Blogger Vieira Calado said...

Um agradável poema, bem escrito, cheio de ritmos.
Bom fim de semana.

6:29 AM  
Blogger Ruela said...

;)
gostei

6:57 AM  
Anonymous paulo vigu said...

"como o rio que segue o fluxo
assim era seu ritmo" é o verso que carrego em minhas águas e me trazem sempre aqui, menina que vôa. Riodaqui ao mar. beijo - Paulo Vigu

5:31 PM  
Blogger Juliana Pestana said...

Doçuuuuuuura... me pareceu de uma energia tão parecida com um textinho meu de poucas semanas atrás. Gostoso e leve.
É como se a brisa fosse levando, levando, levaaaaaannndddoooo...

8:27 PM  
Anonymous sarah k said...

Também fico danada qdo acordo no meio do sonho ... rs
Lindo poema... me trouxe a visão da imensidão do universo, que me fascina.

bjs
;-)

2:53 AM  
Anonymous Rosangela said...

OI Ariane...Vi teu link no blog do Alf..e resolvi fazer uma visita...Amei tudo por aqui...Este texto é perfeito...Volto...Com total certeza volto...

Beijos e um maravilhoso feriado...

6:14 PM  
Blogger Claudia said...

Hummm...
Gostei d++.
Ah, ia esquecendo: adoro Fortaleza.Tive aí há pouco tempo.de 17 a 23 de agosto,pela 5.ª vez.
Beijos.

4:44 PM  
Blogger ALF said...

Numa explosão agradável, que toca profundamente o coração.

Perfeito, magnífico.

^^

bjos

5:40 PM  
Blogger Remo Saraiva said...

Muito bonito, Ariane!!
Você sabe que até hoje eu te devo aquele poema?? Você virou uma das minhas "abecedárias". Me cobre!!

Bjs e feliz 2008!!
REMO SARAIVA.

9:28 AM  
Anonymous alex pinheiro said...

Ow, Ariane,,, pq sumir desse jeito!? rs
É bom ler tua letra,,, Volta por cá ressuscitar círculo social na blogosfera, rs

Bjs e épicas invenções!

12:41 PM  
Blogger Remo Saraiva said...

Voltando aqui para avisar que espero um sinal qualquer de vida seu para postar o poema que fiz em sua homenagem, transformando-a em uma de minhas "abecedárias" musas.

Bjs,
REMO.

9:58 AM  
Anonymous sarah k said...

pena que vc deixou de escrever aqui....
;-)

7:00 AM  
Blogger André Lasak said...

Ô sumida! Cadê você? Tenho saudade dos seus escritos!

E falando em sumiço, hehehe, depois de uns bons meses, voltei à ativa com o Quimera Ufana…

Apareça lá pra tomar uma cervejinha. ok?

Beijão!

11:56 AM  
Blogger Ácido Poético said...

Eu confesso que a correria cotidiana às vezes me deixa até sem tempoi para respirar. Por isto, sempre volto aos meus blogs favoritos para dizer que é aqui que eu encontro o oxigênio nas palavras ideal. E para não deiá-la respirar evitei todas as vírgulas possíveis.
Deixo um beijo com sol
Não suma.
Brunø

12:57 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home